Diário de Escrita – Especial #02

Sempre gostei de histórias no geral, mas teve uma em particular que me fez gostar mais de fantasia-com-poderes do que qualquer outra: Guerreiras Mágicas de Rayhearth.

rayearth10

Acho que quem foi criança-da-tv-anos-90 lembra como aos poucos os animes começaram a aparecer. Nas casas em que eu morei nunca pegava a Record, então tudo o que eu sabia sobre Sailor Moon e Cavaleiros do Zodíaco era o que ouvia dos outros ou aleatoriamente assistia na casa de alguém. Aí, então, o SBT começou a passar alguns animes. Lembro de ter visto Fly e Dragon Ball (adorava Dragon Ball \o/), e então um dia começou a passar um desenho sobre três meninas que um dia foram levadas para outro mundo e precisavam se tornar guerreiras com poderes para salvar uma princesa. Gente! Era muito legal!

 

 

Para os padrões de hoje é uma história mais ou menos, nem pra tanto assim, tem coisas muito melhores. Mas, para as limitações daquela época, era realmente mágico xD O que tinha de mais próximo na TV brasileira era a Agência Caça-Talentos (adorava tbm xD). 

 

Aí que GMR passava bem cedo, logo no começo do programa (Era Bom-Dia-alguma-coisa, sério, não lembro mais, tinha a Eliana e o Melocoton xD). E eu madrugava para poder assistir. Uma das coisas que eu mais gostava nos animes (embora na época eu não sabia que era assim que se chamava esses desenhos), era que a história continuava. Não eram só acontecimentos que se resumiam a um episódio: era preciso assistir o seguinte, e se perdesse um você perdia o fio da história. Então, perder um dia era pedir para ficar-doente-depressiva porque ia ficar com furo na trama, e até passar aquele episódio perdido de volta demoraria um tempão (quem dera youtube naquela época xD). Então, um dia madruguei mais cedo ainda, com medo de perder o episódio, pq sabia que seria o último! Finalmente eu saberia o final e…. não foi exibido. Então, a SBT começou não só a repetir os episódios como a colocar eles em horários aleatórios, não mais o certo de todas as manhãs. Que desespero! E, do nada, começou uma fase 2 da história, e fiquei sem ver o final da primeira, e foi a mesma coisa com essa parte. Aí um tempo depois, assisti os episódios finais de cada fase, mas já nem tinha mais a mesma graça de ter acompanhado desde o começo. Sim, ainda foi surpreendente o fato de não ter um final ‘feliz’, pq na época praticamente só existiam referências de finais felizes na minha vida xD E, quase 20 anos depois, reassisti tudo já dentro desse novo universo de possibilidades que é a internet, com audio original:

E então entendi pq devem ter relutado tanto para passar os finais-não-exatamente-felizes. Como explicar para as crianças brasileiras que a princesa na verdade era a causadora de todo o caos, e como explicar que por mais que a gente torça para os casais na segunda fase eles são de mundo diferentes e precisam se distanciar? Ainda, é CLAMP, essas tias que fizeram sucesso com histórias bonitas e trágicas, nada habitual para as crianças aqui desse lado do globo xD

Outra mágoa com a SBT sobre isso é que eles nunca deixavam tocar inteira  a música do encerramento que eu adorava cantar junto (até hj xD):

Enfim, o que quero passar aqui com esse relato é que, apesar de tudo isso, Guerreiras Mágicas me fizeram olhar a fantasia de uma forma diferente, não tão Disney. E, foi praticamente um convite a pensar em criar histórias. Foi a primeira sementinha plantada para o que hoje é Almakia xD Aí, no ano passado, comprei os mangás, e no final deles tem esse convite:

IMG-20160819-WA0008

Quase chorei com isso, porque foi o que eu realmente fiz, depois de tantos anos: criar um mundo fantástico e dar um nome para ele xD E, tão bom quanto histórias de magia, é saber que existem coisas que acontecem na vida da gente que chegam bem próximas de serem momentos mágicos xD

Sem previsão de outro post especial sobre a escrita por enquanto. Mas, fiquem atentos, quem sabe eu encontre um vira-tempo poraí e comece a postar mais seguido xD

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s