Afinal, o que é fantástico? – Parte 07

Horror ou terror

Oficialmente, o horror teve sua primeira definição na literatura como romance gótico ou romance negro. Eram histórias que possuíam qualidades ligadas à literatura fantástica de provocar medo. Um critério abordado por H. P. Lovecraft, um dos principais nomes do horror literário, é o de utilizar a experiência do medo que o leitor possui para criar o temor.

hp-lovecraft-by-lee-moyer-duofox

A literatura gótica trabalha bastante com esse critério de Lovecraft. Criando um ambiente medieval, com castelos em ruínas, bosques escuros e sombrios e famílias da nobreza decadente, os textos góticos utilizam as crenças da época para produzir o horror. O autor Gordon Melton comenta que o gênero gótico pode ser definido como “literatura de pesadelo”.

O gênero gótico era um tipo de romance popular do século XVIII e que continuou sendo no século XIX. Oficialmente, surgiu com o conto O Castelo de Otranto (1763) de Horace Walpole. As histórias descrevem acontecimentos macabros, sobrenaturais, nos quais demônios, o diabo, vampiros, fantasmas cruzam com vítimas castas e puras em lugares incomuns, de preferência na época medieval e de noite ou em tempestades. Os seres sobrenaturais manipulam os fatos da narração transtornando a mente do personagem. Como mencionado antes, a vítima fica entre a razão e a crença até ser atacada pelas reais garras de seus vilões.

illustration-from-the-castle-of-otranto-by-horace-walpole-1765-engraving

Assim como hoje a fantasia e a ficção no formato literário alimentam a indústria do cinema, o romance gótico foi uma das principais fontes nas primeiras produções cinematográficas no século XX.

Quem já não ouviu falar de Nosferatu, a versão pirata de Drácula? xD Pirata pelo seguinte motivo: o pessoal alemão não tinha os direitos autorais para usarem o Drácula. Ora, se não temos, vamos fazer nossa própria versão! xD E assim surgiu o Nosferatu. Para quem nunca viu o filme, ele pode ser assistido no youtube, já que agora é um dos filmes que podem ser compartilhados gratuitamente. Dá medo? Olha, para o nosso nível de exposição ao terror de hoje em dia, você ri e muito com esse filme. Mas, procure assisti-lo com a noção de que para o pessoal da época isso tudo (desde o próprio cinema) era novidade. Então, para a época, ele foi apavorante.

150715-nosferatu_a1668e3a57187aa6784039f18ab99d7d.nbcnews-ux-2880-1000

Outra questão que é legal de abordar sobre esse filme e que tem relação com a literatura são as formas visuais usadas para causar o suspense/medo/horror. Preste atenção nos efeitos de sombras. Parece algo simples hoje em dia, mas para a época foi uma ideia genial e fez toda a diferença xD

Pegue a pipoca e aproveite!

Outro detalhe que é bom lembrar sobre o filme: na época em que ele foi lançado os filmes ainda eram mudos. Então, apesar de vocês ouvirem trilha sonora e sons aqui nesse vídeo, eles foram acrescentados posteriormente. Nas salas de exibições sempre havia um músico ou músicos, que tocavam piano e outros instrumentos para cliar um clima para o filme 😀

No próximo, vamos voltar um pouco para a literatura de fantasia e falar melhor sobre os autores que são grandes nomes dentro desse cenário. Por que Tolkien é considerado o pai da literatura de fantasia quando ela já existia desde muito antes? E, afinal, o que são épicos? Tudo será explicado no próximo post, não percam xD

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s